Precificação: aprenda a definir o valor de produtos e serviços

A precificação é um dos pontos mais importantes dentro de qualquer empresa, um negócio que não sabe definir o preço de seus produtos e serviços, pode abrir espaço para a concorrência, te deixar menos competitiva dentro do mercado e ainda fazer com que o seu fluxo de caixa fique sempre no negativo. 

Se você não quer encarar esses problemas, é preciso saber sobre precificação, o problema é que esse é um grande desafio, principalmente para novos empreendedores, que ainda não tem uma base bem estruturada, profissionais autônomos que atuam com realizando trabalhos manuais, como impermeabilizante para laje, também costumam ter certas dificuldades. 

Afinal, o que deve ser levado em conta na hora de precificar o serviço? Qual o valor é o mais justo para balancear a mão-de-obra com os custos da produção? Por quanto vender determinado produto conseguindo sair no lucro mas sem se distanciar da concorrência?

Sabemos que essa é uma tarefa complicada, por este motivo no texto de hoje, vamos te mostrar como definir o valor de produtos e serviços e precificar eles da maneira correta, tenha uma ótima leitura!

Entenda todos os seus custos e despesas

O primeiro passo para começar a definir o valor de seus produtos e serviços, é entender quais são todos os seus custos e despesas, para isso, você precisa montar uma planilha muito bem elaborada, detalhando o quanto você gasta de forma geral. 

Isso engloba alguns custos e despesas como aluguel do espaço, produção do produto, compra de insumos, água, luz, pagamento de fornecedores, de funcionários, logística e por aí vai, até mesmo os equipamentos utilizados como o bota de segurança para a produção devem ser levados em consideração. 

É preciso colocar cada centavo na balança, e detalhar especificamente, todo o custo, desde o começo de sua produção até a entrega do produto na casa do cliente, em caso de serviços, você deve pesar principalmente o custo da sua mão-de-obra, o quanto você acha um preço justo colocando em consideração também seus gastos como locomoção, equipamentos e etc. 

Defina sua margem de lucro

Após colocar todos os gastos e despesas na balança, é hora de definir a porcentagem de margem de lucro que você quer ter sobre o seu produto/serviço, então aqui é preciso que você esqueça qualquer chutômetro e se baseie totalmente em dados. 

Sua empresa não pode apenas sobreviver, é preciso também lucrar e ter um dinheiro sobrando para comemorar no final do mês, sua política de precificação deve garantir que os gastos que vimos no tópico anterior sejam pagos mas também consiga ter uma margem de lucro, fechando o mês sempre no verde. 

Essa é uma parte extremamente complicada, já que um preço baixo pode servir apenas para pagar as contas, mas muito alto pode afastar todos os seus clientes, procure saber o quanto você quer lucrar e defina essa margem de forma qualitativa. 

Leve em conta a qualidade de seus produtos e serviços

Nem todos os produtos e serviços são iguais e é preciso que você entenda qual a qualidade dos seus para poder precificá-los de forma melhor, existem empresas que priorizam a quantidade e outras a qualidade, então isso também deve ser colocado na balança. 

Entenda se o seu objetivo é fornecer produtos com uma qualidade maior, que deram mais trabalho para serem feitos ou se prefere uma venda mais em atacado, com uma qualidade mais baixa. 

Mapeie o mercado

Todos os fatores que listamos acima são voltados para a parte interna de sua empresa, mas também é preciso levar em consideração, o mercado no qual você está inserido, faça uma pesquisa profunda e um mapeamento de seus concorrentes, sabendo os valores que são vendidos produtos e serviços iguais ou parecidos com os seus. 

Não adianta definir o preço apenas pela sua experiência, caso isso aconteça, dificilmente você vai ter uma vantagem competitiva, e pode facilmente, perder força dentro da sua área, procure colocar na balança o preço médio de seus concorrentes, desde o mais barato até o mais caro. 

Faça uma boa pesquisa, e veja todos os preços, isso vai te dar uma base para você estabelecer o quanto quer vender o seu compressor de ar.

Lembre-se, a precificação é um conjunto de todos os fatores que listamos acima, não apenas um ou dois, mas sim a análise de todos, então, realize o nosso passo a passo para definir um preço justo e compatível.

O que achou do texto de hoje? Deixe sua opinião nos comentários abaixo e não se esqueça de compartilhar com seus amigos e familiares caso tenha gostado do conteúdo de hoje, até a próxima!

Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + = 21