Persona e Público-alvo: Qual a diferença?

No mundo do marketing digital, é fundamental que você saiba exatamente para quem você está oferecendo seus produtos,  já que grande parte das vezes, a segmentação acaba sendo mais importante até mesmo do que a qualidade daquilo que você oferece. 

Mesmo sendo uma das melhores empresas que atua com a locação de gerador de energia, se você apresentar seus serviços para pessoas desinteressadas, dificilmente você vai conseguir obter o sucesso, sendo assim, os profissionais de marketing realizam estudos e procuram conhecer ao máximo e de forma profunda, dados e informações sobre o seu público, sabendo assim o perfil do seu consumidor e a segmentação que deve ser feita. 

Porém, o que muitos não sabem é que, essa definição possui vários termos diferentes, entre os principais temos o público-alvo e a persona. Muitas pessoas acreditam ser a mesma coisa, mas não é! Ambos são conceitos diferentes, e também são utilizados de maneiras distintas. 

No texto de hoje, nós vamos explorar quais são as diferenças entre persona e público-alvo, bora conferir um pouco mais sobre? Então vamos lá!

O que significa persona?

O termo persona, ou também conhecido como buyer persona, se refere ao perfil de cliente ideal, ou seja, é um personagem fictício no qual possui todas as características padrão do seu consumidor, no qual você poderia oferecer seus produtos e serviços com uma chance maior de obter sucesso. 

Esse personagem é criado a partir de dados e informações coletadas, o que resulta em uma pessoa considerada como seu cliente ideal, aquele que mais consome seus produtos, acompanha seus lançamentos, e é fã de carteirinha da sua empresa de caixa de pizza personalizada.

Para definir sua persona, é preciso se atentar a alguns detalhes mais profundos como, por exemplo, seus sonhos e desejos, suas dificuldades no cotidiano, desafios, frustrações, hobbies, quais mídias consomem, quem são seus ídolos, quais suas crenças e por aí vai. 

Cada detalhe importa, e quanto mais profundo você for, mais consegue entender quem é a sua persona, como ela pensa, o que ela espera de sua marca, e até mesmo como ela gosta da colagem e distribuição de suas etiquetas adesivas. 

E público-alvo, o que é?

Já o público-alvo, também conhecido como target, é um conceito que aborda uma fatia da sociedade de forma geral, no qual os seus produtos e serviços podem ser úteis e bem utilizados, ou seja, é uma parcela de potenciais clientes, com características parecidas, na qual a sua empresa pode fazer sucesso. 

Esse é um conceito bem mais amplo, e que não explora tanto as individualidades, descartando detalhes pessoais ou um “perfil ideal”, como vimos acima com a persona, aqui, falamos de algo mais geral, e características em comum que são mais padronizadas. 

Para definir o público-alvo, é preciso conhecer sua idade, sexo, profissão, poder aquisitivo, classe social, educação, localização, hábitos de consumo entre outros fatores, sendo eles, bem mais generalizados, mas que ajudam também a sua segmentação. 

Então, qual a diferença entre eles?

Após ver cada uma de suas definições, as diferenças entre público-alvo e persona ficaram mais claras, o público-alvo são características gerais de potenciais clientes que podem vir a consumir os produtos de sua empresa, são informações de usuários que provavelmente, se encaixam com o perfil do seu negócio, mas de uma forma mais generalizada. 

Já a persona é algo bem mais específico, sendo o cliente ideal, onde você conhece fatores mais profundos e detalhes muito mais íntimos e preciosos da vida e do cotidiano de seus consumidores, ou seja, um é um público mais geral, com informações amplas, enquanto o outro, se atenta aos detalhes. 

Mas, por mais diferente que sejam, os dois podem muito bem trabalhar em conjunto, vamos fazer uma analogia: enquanto o público-alvo pode ser a matéria-prima que chega em uma usinagem de peças, a persona já é ela moldada e muito mais definida, claro que você quer a peça já pronta, mas é preciso também, entender o valor que ela tem em seu estado bruto. 

Sendo assim, os dois são importantes, por mais que muitas pessoas desacreditem do poder do público-alvo, devido à assertividade e precisão da persona, ele também acaba sendo bem útil durante todo o processo, afinal, um costuma atingir uma fatia maior da população, enquanto o outro, é mais preciso, e assertivo, cada um possui suas qualidades, e combinados, podem ser poderosos dentro de qualquer estratégia de marketing digital.

O que achou do texto de hoje? Se gostou, não se esqueça de enviar para os seus amigos e compartilhar em suas redes sociais, até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 86 = 88