O que faz um Ghostwriter?

O que muitas pessoas não sabem sobre o mercado de escrita, é que é possível ter uma empresa que trabalha com redações, como uma própria assessoria de imprensa, e não ter a obrigatoriedade de ter pessoas assinando seus próprios textos.

Esse profissional atua diretamente com grandes escritores e grandes empresas, sendo tão requisitado quanto o gerenciamento de resíduos, afinal esse profissional tem uma grande versatilidade para o mercado.

Ainda que pareça confuso, isso ocorre constantemente dentro do mercado comercial, principalmente para quem trabalha dentro da área de marketing.

E não apenas isso, mas dentro do mundo da literatura, muitos escritores não começam assinando os seus livros pela sua própria escrita.

Isso acontece a partir da contratação de um ghostwriter. Esse profissional nada mais é do que uma pessoa que trabalha com textos mas não os assina.

Para saber um pouco mais sobre o que faz um ghostwriter, prossiga com a leitura e verifique informações a mais sobre essa profissão que tem revolucionado grande parte do mercado da escrita e da literatura atual.

O que é um ghostwriter?

Dentro do mundo da literatura, é muito comum verificar escritores que não necessariamente são autores das suas obras, ainda que haja especulações dentro desse meio e, é evidente a utilização de um ghostwriter quando se quer lançar um piloto de um livro ou até mesmo para lançar textos em blogs.

Sendo assim, em uma tradução literal para escritor fantasma, esse profissional atende retirando, tecnicamente, a sua autoria por seus materiais produzidos, dispondo para que outras pessoas possam assinar por ele, mas recebendo por cada texto escrito.

É comum que algumas pessoas até confundem um ghostwriter com freelancer, afinal ambos têm semelhanças em relação ao trabalho e ao processo de escrita. Contudo, um ghostwriter não possui qualquer tipo de contrato com a pessoa, o seu funcionamento é estritamente em prestar um serviço e receber por ele.

Não há uma necessidade prévia de um contrato, como é o caso de um freelancer. Além disso, essas pessoas não se oferecem como freelancers apenas como escritores fantasmas que vão escrever o seu texto, mas não assinam por ele.

Como funciona a contratação de um ghostwriter?

Quando se busca por profissionais qualificados e que entendem da área, é muito comum a contratação de freelancers de redação para fazer esses trabalhos como produzir um conteúdo sobre uma caixa de madeira para transporte e todos seus benefícios.

Porém, o que muitas pessoas não sabem é que um ghostwriter diferencia-se de um freelancer exatamente por essa questão, não há necessidade de um contrato prévio, mas se o estabelecimento de um pagamento prévio.

Por isso, muitas pessoas oferecem hoje o seu trabalho como ghostwriter, afinal não é um crime escrever por alguém, mas torna-se uma violação de contrato se o escritor fantasma for atrás do seu serviço prestado caso ele tenha algum tipo de viralização.

Por isso, a contratação desse profissional é silenciosa e muitas vezes espera-se que as informações trabalhadas ali não fazem, independentemente se for um livro best-seller ou uma matéria sobre uma porca gaiola, o ghost right não pode reivindicar qualquer tipo de direito sobre aquele material no futuro.

Essencialmente, ele passa os seus direitos para a pessoa que está comprando seu texto sendo sua única função escrever ele e entregá-lo dentro do prazo acordado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

22 − 14 =