Como investir com pouco dinheiro

Já deve ter percebido o crescimento de investidores no mercado ultimamente. Porque isso está acontecendo, é simples: pouco custeio para se entrar no ramo.

Sim, o empresário que age como um servomotor, expande seus negócios. Neste texto, veremos como começar a investir agora e o melhor, com pouco dinheiro.

O que é investimento

Quando falamos de economia, sempre imaginamos planilhas e números. E muitos acreditam que isso é dinheiro jogado fora. Mas, depois do ano de 2020, ficou claro para alguns empresários que, investimentos mantêm e fortalecem a economia de seu negócio.

O mercado mudou e, junto dele, a maneira de comprar, negociar e investir. Em tese, investimento engloba a ação de aplicar capital com a expectativa de benefício futuro.

Ou seja, aquele vendedor de tinta térmica, que gastou em uma loja virtual com anúncios de tráfego pago, está colhendo os benefícios de seu investimento.

Existem algumas modalidades de investimentos, como:

  • Investimento produtivo;
  • Investimento bruto;
  • Investimento líquido

Vamos entender melhor sobre esses três tipos.

  • Investimento produtivo

Ele se realiza quando a taxa de lucro supera ou é, pelo menos, igual à taxa de juros. Ou quando os lucros são maiores ou iguais ao capital investido.

  • Investimento bruto

Quando os gastos realizados são feitos com bens de capital (maquinário, softwares, entre outros). 

  • Investimento líquido

Investimentos em manutenção, reposição de peças e depreciação de equipamentos ou instalações. Esse tende a ser bem importante, pois, mede com mais precisão o crescimento econômico da empresa.

É importante saber as diferenças entre eles para entender melhor onde deve e pode colocar seu capital. Assim, quando compramos uma luminária de emergência, já entendemos de onde está sendo tirado.

Aprendendo a investir

Algo que precisou ser desmistificado ao longo dos anos foi a impressão de que, para ser um investidor, era necessário ter um capital altíssimo. Sendo que, em tese, o conceito é totalmente o contrário.

O que preocupa também, é o medo do não retorno, de que há algo dê errado no caminho.

Por isso, separamos algumas dicas dadas por especialistas para mais segurança e assertividade em suas escolhas.

  • Defina objetivos e perfil de investidor

Antes de entrar no mundo dos investimentos, o passo primordial que os analistas indicam é ter uma reserva de emergência. Esse valor deve suprir no mínimo seis meses de despesas.

Com isso feito, é importante que o investidor tenha em mente duas coisas:

  • Quais os objetivos que quer atingir;
  • Quanto tempo precisa atingir os objetivos traçados.

Assim, é possível saber o quanto poderá investir e em que tipo de produto.

  • Não caia nos contos mirabolantes

O caminho para investir é quase sempre o mesmo, ou seja, os objetivos devem ser traçados primeiro, dando segurança para o empresário. Porém, assim como em qualquer outro ramo, os contos mirabolantes existem.

Histórias de pessoas que pretendem te vender algo, uma ação, um produto ou serviço. Cuidado! Tenha atenção extra aos detalhes e, lógico, conheça o portfólio destes cidadãos.

Resultados que podem ser atingidos rapidamente são invenções. Mire sempre em investimentos de médio e longo prazo.

  • Comece o quanto antes

Tenha em mente que seus concorrentes já estão entrando no mercado de investimentos. Já estão aprimorando e otimizando seu site, sua página e seu conteúdo. Portanto, não perca tempo.

Esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenha gostado, comente e compartilhe em suas redes sociais.

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais

Biblioteconomista e professora de História

Learn More →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 1 =