Quando o assunto é vender online, os marketplaces surgem como soluções para empreendedores que querem expandir o seu negócio e para aqueles que estão começando, já que são grandes plataformas que permitem a venda desde eletroeletrônicos a itens mais específicos, como uma porta de aço, por exemplo.

No entanto, como qualquer investimento, há sempre prós e contras. Se deseja saber se deve mesmo apostar em marketplaces, venha conosco e conheça as principais vantagens e desvantagens.

Afinal, o que é um marketplace?

Para quem não está familiarizado com o termo, marketplace é nada mais que uma plataforma virtual, no qual são disponibilizados produtos e serviços. Porém, é diferente de um e-commerce, que vende apenas itens de uma determinada marca.

No marketplace, são reunidas diversas lojas que precisam efetuar o cadastro para passar a vender os seus produtos na plataforma. A assinatura prevê a cobrança de uma taxa. Em alguns marketplaces, existem alternativas gratuitas.

Agora que sabe mais sobre o modelo, siga para os próximos tópicos para ver 4 vantagens e 4 desvantagens do investimento.

4 vantagens de investir um marketplace

  1. Atrai um público amplo: uma das grandes vantagens dos marketplaces é que eles são acessados por pessoas de diversos perfis que procuram produtos e serviços  variados, desde uma caneca a um serviço de ACM Fachada.
  2. Menos necessidade de investir em estratégias de marketing: grandes marketplaces investem pesado na promoção de suas plataformas, já que elas lucram com as vendas dos seus associados. Por isso, há menos necessidade de investimentos na divulgação dos produtos e serviços.
  3. Simples operação: as interfaces das plataformas são bastante intuitivas, no qual os processos de cadastro, controle de vendas, entre outros são realizados sem complicação. Além disso, em pouco tempo, os itens ficam disponibilizados para venda. 
  4. Alta confiabilidade: os marketplaces contam com alta credibilidade junto aos consumidores, por isso o tráfego costuma ser muito intenso.

 

4 desvantagens de marketplaces

 

  1. Alta competitividade: uma das mais significativas desvantagens dos marketplaces é a competitividade acirrada. Por exemplo, se atua com venda de mancal de rolamento é muito provável que haja muitas empresas do ramo. Com isso, as vendas podem demorar mais a acontecer. 
  2. Pouca flexibilidade: além do pagamento de taxas que podem aumentar, o empreendedor precisa seguir todas as regras estabelecidas, o que para muitos é uma grande desvantagem. 
  3. Prazo longo de recebimento: alguns marketplaces demoram a efetuar o pagamento sobre a venda do produto ou serviço, que pode levar mais de um mês. 
  4. Sem opção de personalização: uma das estratégias para vender mais é criar uma boa identidade da marca, mas para quem adere aos marketplace não tem essa possibilidade, pois a página de venda tem um layout pré-definido.

Principais marketplaces 

Para ajudá-lo ainda mais na decisão, separamos os principais marketplaces do mercado:

  • Mercado Livre;
  • AliExpress;
  • Shopee;
  • Amazon;
  • Magazine Luiza.

Agora é avaliar os prós e contras e decidir com propriedade.

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado a esclarecer as suas dúvidas. Se gostou, compartilhe com amigos para que mais pessoas possam entender se vale a pena ou não apostar em um marketplace. 

Este artigo foi desenvolvido pela equipe do Soluções Industriais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *